Trading em Mercados Financeiros

Investir ou Fazer Trading – Qual o Mais Lucrativo?

Investir ou Fazer Trading - Qual o Mais Lucrativo?

Não poderia começar esta secção de blog sem explicar logo à partida aquilo que entendo sobre a diferença entre ser trader e ser investidor.

Em outros sites e blogs, certamente o leitor encontrará várias classificações de tipos de trader e tipos de investidor, mas aqui não vou entrar muito em detalhe nisso. Não é esse o objetivo deste artigo, nem deste site.

Aqui, como referi no primeiro artigo, pretendo ser genuíno na abordagem, e não me importar minimamente com SEO (aquilo que o google quer para me dar a primeira página), nem nada do género. Escreverei como me apetecer e não como um programa de computador me manda escrever (é por isso que a maioria dos artigos nos outros sites, parecem todos iguais). Voltando ao assunto.

Para começar, um Investidor é também ele, um Trader, ponto final parágrafo.

O Trading de Mercados Financeiros é uma Atividade. É a atividade de comprar e vender ativos nos Mercados Financeiros.

Um Trader é, também ele, um Investidor da mesma forma que um Investidor é também um Trader. Portanto, para quê tanto jargão? Somos Traders/Investidores. Passou a mensagem?

Claro que, depois com isto, vieram as tais classificações como: Trader/Investidor Conservador, Moderado ou Agressivo; Fundamentalista, Tecnicista, Discrecionário, Mecânico. A lista é infindável. E desculpe, mas não vou perder tempo sequer a classificar day trader, nem swing trader, nem position trader. Acho simplesmente absurdo. Como dizia o Mestre Bruce “Sê água meu amigo. Sê água”. Não vou mesmo perder tempo com essa parvoíce, desculpe. Pode sempre pesquisar estes termos no Google. Com certeza encontrará milhares de resultados a explicarem-lhe exatamente o que é. Eu cá, quero meter o leitor a ganhar dinheiro, salvo seja.

É tudo uma questão de termos. Ok, eu vou explicar alguns.

Diferença entre Fundamentalista e Tecnicista, baseia-se no tipo de análise que fazemos aos ativos. O fundamentalista utiliza informações sobre as empresas/ativos para tomar as suas decisões de comprar ou vender esses mesmos ativos.

O Tecnicista toma as suas decisões baseado essencialmente em análise de preços através de gráficos em tempo real, também conhecida como Análise Técnica.

Os termos Conservador, Moderado e Agressivo servem para classificar o perfil de risco de um trader/investidor. Conservador, como o nome indica, classifica um indivíduo com menos predisposição ao risco; Agressivo, classifica o Trader com maior predisposição ao risco, e Moderado há de ser o meio-termo.

Por sua vez, para percebermos como estes termos são ambíguos, se pedirmos a um entendido para definir até onde um Agressivo ou Moderado ou Conservador são exatamente capazes de se expor ao risco, muito provavelmente obterá uma resposta diferente de cada um deles. Portanto “bullshit”. Todos somos Agressivos quando acreditamos e todos nos tornamos Conservadores quando já apanhámos uns sustos valentes.

Por fim, a diferença entre discrecionário e mecânico. Mecânico é alguém que tem uma espécie de estratégia fixa para abordar o mercado, como um indicador que, quando dispara um sinal, o trader entra no mercado, quando dispara outro sinal, o trader sai do merdado. Já o discrecionário faz uma análise extensiva do preço do ativo e dos pontos onde o preço tende a “parar” para fazer entradas e saídas de acordo, não tendo uma “estratégia”, mas sim uma forma de abordar que se molda a cada situação de mercado. Diz-se que os discrecionários são os melhores. Sinceramente, gostava de lhe poder dizer. Infelizmente informo-o já de que sou trader mecânico, e estou muito contente com as minhas performances no mercado. Portanto, mais uma vez “bullsh*t”. Quem lhe quer vender “discrecionário” para lhe poder “espetar” com um curso de 2000 euros, vai-lhe sempre dizer que os discrecionários são os melhores e que, “não é possível ganhar dinheiro com indicadores”. É como lhe digo. Bullsh*t.

Esses fulanos que vendem os cursos, desafio-os todos para um challenge mensal a começar com uma banca igual. Eles com as suas análises “discrecionárias” e eu com meus “indicadores” e estratégia mecânica e vamos ver quem ganha. Ah, pois, eu esqueci-me que eles ganham dinheiro é com os cursos. Mas pronto, passando.

Este texto já vai um bocado longo, mas apenas me resta dizer que, tanto o Trader como Investidor, são traços de quem trabalha nos mercados financeiros a comprar e vender ativos. Ambos têm lucros, que variam conforme a qualidade, a estratégia, a tomada de decisões, a disciplina mental, sem haver exatamente um ranking de quem ganha mais ou menos.

Em verdade lhe digo que, há alturas em que o mercado dá dinheiro a toda a gente, até a uma pessoa que não percebe nada daquilo e mandou para lá o dinheiro para “experimentar”. Por sua vez, há alturas em que o mercado não dá dinheiro a ninguém. E quando digo a ninguém, digo mesmo a ninguém. Seja a quem está a comprar, seja até a quem está a “entrar ao contrário” a vender. Venha lá alguém desmentir que às vezes pode chegar a estar entre 1 a 3 meses sem ganhar dinheiro. Isso mesmo. 1 a 3 meses sem ganhar (e às vezes até a perder) dinheiro. Pois. (Talvez seja por isso que eles até prefiram vender cursos. Dá mais dinheiro, e mais rápido. 😉

Pois é, ninguém disse que era fácil. É preciso muita psicologia, muito espírito de longo prazo. É preciso pensarmos como um verdadeiro empreendedor se queremos ganhar dinheiro nos mercados financeiros.

É como, por exemplo abrir uma loja e estar os primeiros meses a pagar dívidas sem ver um tostão de lucro. O Trading é um negócio, simplesmente isso. Ponto final. Se lhe vendem a ideia que é um negócio mais arriscado que os outros, posso então dizer-lhe, mais difícil de dominar todos os aspetos sim, agora mais ou menos arriscado, não considero isso.

Isto é simplesmente como, meter o dinheiro a render no banco. Por algum motivo os bancos lhe dizem que tem de manter o dinheiro na conta durante um ano para poder usufruir dos tais juros. Pois. 1 a 3 meses em que o mercado não dá dinheiro a ninguém. É esse conceito. Venham lá desmentir nos comentários, que eu vou adorar.

Portanto, se quer viver de trading ou investimentos, como eu quero*, então prepare-se para trabalhar com “vencimento” anual e não mensal ou semanal, como a maioria das promessas de lucro fácil da internet.

*(ao iniciar este blog ainda não estou a viver de investimentos, atenção),

Prepare-se para muita dor de cabeça, se é novo nestas coisas do trading e dos mercados. Mas também prepare-se para um dia ter uma surpresa muito agradável e mudar a sua vida de uma vez por todas.

Que tipo de Trader escolher? Pois. Eles querem mesmo é que você perca tempo a ter de fazer essa pergunta a si próprio. Então digo-lhe isto, vai dar por si a ler tudo o que são notícias sobre os ativos onde investe (fundamentalista), vai dar por si a olhar para os gráficos e adicionar uns indicadores e a testar estratégias (tecnicista, mecânico, discrecionário), e vai dar por si com uma posição aberta que vai fechar em horas porque aquilo começou a correr muito mal (day trader) e vai dar por si com uma posição aberta durante a semana toda porque aquilo começou a correr bem (swing trader) e na semana a seguir vai acabar por ainda não fechar a posição, e na semana seguinte, e na outra. E vai ter a posição aberta meses (position trader). “Seja água meu amigo. Seja água”.

Grato por estar aí.

L. R. Neves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

pt_PTPortuguês