O que Precisa Saber antes de Começar a Investir nos Mercados Financeiros II - Termos e Conceitos

O que Precisa Saber Antes de Começar a Investir nos Mercados Financeiros Parte II – Termos e Conceitos

No Artigo anterior falámos dos aspetos psicológicos a ter em conta antes de começar a investir nos mercados financeiros. Neste artigo vou falar-vos de termos e conceitos cujo conhecimento é necessário a quem pretende investir.

Antes de mais, como é que se processa? Como é que se investe afinal? Como funciona? Estas são as primeiras perguntas que surgem a quem se pretende iniciar no mundo dos investimentos em mercados financeiros.

Passo a explicar de forma generalizada, as formas de investir que estão disponíveis para nós, comuns cibernautas mortais.

Então basicamente, investir em mercados financeiros consiste em colocar o dinheiro que pretendemos investir num determinado sítio que nos disponibilize uma plataforma, software ou aplicação (app) onde possamos acompanhar os preços dos nossos ativos em tempo real e onde possamos então emitir as nossas ordens de compra e venda.

Esses sítios chamam-se corretoras ou brokers e existem milhares por toda a internet. Deixe-me informá-lo(a) desde já, que nem todos são fiáveis e, sim, é outro dos riscos que vamos correr ao investir, mas infelizmente é a única maneira que está disponível para nós, comuns cibernautas mortais, se bem que pode sempre ir ao seu banco, mas olhe que os juros e comissões podem não ser tão atrativos (ah, e lembre-se do BES, por exemplo, em que pessoas perderam grandes poupanças. E olhe que não foi por causa do risco dos mercados. Foi mesmo por corrupção de banqueiros, portanto riscos vai haver sempre, como em qualquer negócio. Como se costuma dizer, “quem não arrisca, não petisca”).

E portanto sim, precisamos de um broker. Vamos sempre depender de um broker. A vantagem de utilizar um broker, para já, é que você vai ter muito mais autonomia e controlo sobre o seu dinheiro, nomeadamente sobre onde o vai investir. Você mesmo vai escolher os ativos e não um banqueiro qualquer supostamente “credenciado”. A única coisa que o broker vai fazer é “guardar” o seu dinheiro numa conta e mantê-lo disponível para efetuar os investimentos que desejar, podendo levantar o seu dinheiro quando quiser, sem ter por exemplo de “esperar um ano” para poder usufruir dos juros. Pode levantar o seu dinheiro quando quiser. Sim. Quando quiser. Até ao fim de semana. Granda pinta, hein? Viva a eletrónica ou não?

Broker? Isto soa um bocadinho a casa de apostas, deve pensar você. Ok, o conceito é mais ou menos o mesmo, mas garanto-lhe que o risco não é tão elevado. Até porque os brokers de mercados financeiros (os legítimos) são constantemente alvo de fortes regulamentações por parte das autoridades competentes (como a Comissão de valores imobiliários). Portanto, na altura de escolher o seu broker, faça-o com muita investigação e prudência. Escreverei um artigo sobre brokers em breve.

Porque falei do broker primeiro? Porque é realmente aquilo que precisamos para começar a investir e mais nada. Investir é só você e a app do broker. Abrir a app, depositar dinheiro, alocá-lo nos ativos que pretender e ver o seu dinheiro a crescer, ou não. Mas falo de um rendimento passivo. O verdadeiro rendimento passivo. O risco, é você que decide. Mas não foi sempre assim.

Felizmente, atualmente existem à nossa disposição (nos brokers legítimos) ferramentas muito boas para conseguirmos gerir e mitigar os riscos. Não se assuste à partida. As perspectivas são muito boas. Investir nos mercados financeiros é bom, e recomenda-se.

Claro que vão aparecer sempre os céticos. Aqueles que acham que vão perder o dinheiro todo e que isto não passa de mais uma jogatana arriscada, não muito diferente do placard ou das raspadinhas, ou do Euromilhões. Os mesmos céticos que nunca deixam de comprar essa mesma raspadinha ou esse mesmo Euromilhões, ou então quando joga o seu clube do coração, lá vão meter a moedinha no Placard. Enfim. Se é um cético, claro que à partida, não conseguirei fazer muito por si, pois nada do que disser aqui neste blog lhe vai mudar as crenças.

Estou aqui para ajudar quem quer investir nos mercados financeiros, não para mudar a mente de quem procura só mais uma razão para não investir.

Esses geralmente são aqueles que também nem no banco gostam de deixar o dinheiro. Mais vale estar em baixo do colchão, ou num cofrezinho escondido em casa, pois acham que assim têm o maior controlo sobre o mesmo. “MB Way? App do banco? Não, não. Não uso nada disso! Isso é só burlas a toda a hora nos noticiários”.

Pois. Quando você depois chega ao único multibanco da sua zona (que é o meu caso) apenas para levantar dinheiro, porque já fez os seus pagamentos e transferências na app, lá tem 10 pessoas à sua frente. Sim. Aqueles que têm de ir ao multibanco fazer pagamentos e transferências porque não querem nada com as apps.

Então, mas o que é que acha que está no ecrã do multibanco? Não é uma app? A sorte é não sair dinheiro físico (que ainda dá jeito apesar de tudo) pelo telemóvel, senão até preferia, do que ter de esperar que 10 “céticos” se despachem.

Mais uma vez chamando a atenção para a necessidade do dinheiro ser investido e não apenas ficar parado no banco ou em baixo do colchão, como já disse no artigo anterior. Olá Inflação. E mais não digo. Olhe que já recebi o email (sim, email, não foi por carta) a informar-me que os preços do gás natural e da eletricidade iam ser “atualizados”. Algo me diz que não é para reduzirem, mas sim, para aumentarem. Isto é a inflação. Desculpe a pergunta, vai ser aumentado no seu ordenado também? Pois. Investir. Investir é a solução.

Voltando aos termos e conceitos que precisa mesmo saber. Atualmente (há uns anos para cá), os brokers são obrigados a validar a nossa candidatura através de uma pequena “entrevista” eliminatória.

Essa entrevista consiste num formulário online que temos de preencher respondendo a perguntas relativamente a investimentos, precisamente. O objetivo dessa entrevista é avaliar o seu perfil de investidor, ou seja, a sua aversão ao risco.

Claro que, aqui entre nós, é apenas uma maneira de eles se ilibarem de qualquer responsabilidade se você perder o seu dinheiro todo, mas pronto, a entrevista está lá e temos que a superar se quisermos abrir conta. Porque se falharmos nas perguntas chave, a conta não é aberta e ficaremos “confinados” a uma conta de demonstração para “praticar”. O que até não é mau, se quiser começar a aprender a investir sem arriscar o seu dinheiro. Mas pode fazê-lo na mesma se passar na entrevista.

Não poderá é abrir uma conta de dinheiro real se não passar. Pelo menos com o email que o utilizou. Ou seja, se falhar a entrevista, terá de tentar posteriormente passá-la, mas com outro email. Só assim conseguirá abrir a sua conta.

Esta matéria é um bocado extensa, e ainda tenho muito para lhe dizer sobre termos e conceitos no que toca a investir nos mercados financeiros (e como passar a entrevista), mas como mais uma vez, o artigo já vai longo, vamos deixar isto para a parte III.

No próximo artigo vamos já “meter a mão na massa” e aprender o jargão utilizado pela maior parte dos investidores e o que é que cada termo e conceito significam, claro. Não perca o próximo artigo. Vá voltando cá, que eu vou publicar mais coisas para si.

Grato por estar aí.

L. R. Neves

O que Precisa Saber antes de Começar a Investir nos Mercados Financeiros Psicologia do Trader/Investidor

O que Precisa Saber antes de Começar a Investir nos Mercados Financeiros – A Psicologia do Trader/Investidor

Isto de Investir nos Mercados Financeiros pode parecer difícil a princípio. Principalmente se não tiver muitos conhecimentos de informática, pelo menos na ótica do Utilizador.

Então, desde já, começo por lhe dizer que, longe vão os tempos em que, para investirmos tinhamos de ir a um banco ou falar com um profissional que alocasse corretamente o nosso dinheiro.

Atualmente, com apenas um smartphone e uma ligação à internet, consegue meter o seu dinheiro a render.

Meter o Dinheiro a Render. Sim é este o Conceito. Não pense o Contrário.

Se alguém lhe disse que enriqueceu do dia para a noite a fazer trading ou que “pode ficar rico” em apenas alguns meses com o Trading. Ou que pode tirar um ordenado mensal garantido. Essa pessoa é provavelmente um burlão que vive (e enriqueceu) não do trading, mas sim a burlar e a enganar pessoas comuns que querem aprender como sair desta mediocridade financeira a que a sociedade nos confina apenas para que alguns possam ter…mais dinheiro.

Se pretende uma renda mensal fixa, estabilidade para pagar as contas, ou rendimentos com pouco risco, a melhor solução que vai encontrar infelizmente é, a trabalhar por conta de outrem.

Se pretende sair da mediocridade, saiba desde já que, no curto prazo, não é possível. Venha quem vier. Acredite. Já ando nisto há tempo suficiente e não tenho medo de pseudo-trader nenhum que venha dizer o contrário.

Para os que ganham milhares por dia, só tenho uma pergunta, qual a sua banca atual? Mas vamos falar de percentagens? É que se você tiver uma banca de 100.000 euros e ganhar 20% ao ano, são 20.000 euros/ano. Dividido por 12 meses, já dá uma quantia aceitável não é? Pois, mas não é bem assim.

Vai haver meses em que o mercado não lhe vai dar dinheiro nenhum, ou mesmo até vai tirar-lhe um bocadinho ao que tem. E nem estamos a falar de crises, onde o mercado pode vir a cair mais de 20% num único mês, como há bem pouco tempo aconteceu devido ao Covid.

Agora imagine que tem apenas uma banca de 100 € e tira 50% ao ano (melhor ainda que os traders profissionais hein? Granda máquina). Pois. Refletido à sua banca, isso traduzir-se-á em apenas 50 €. Ou seja, você nem vai “ver” o lucro, vai sentir que “o trading não dá nada” e que é melhor mas é dedicar-se ao Placard ou às raspadinhas. Pois.

Resumindo, são as expectativas erradas que nos trazem para o trading. As mesmas expetativas erradas que depois nos afastam do trading.

Quais são? A expectativa de ganhar muito dinheiro em pouco tempo. Essa expetativa acaba depois a afastar-nos do trading. Porquê? A falta de capital. Pura e simples. Se não temos muito, não vamos ganhar muito.

Portanto o trading é sempre um jogo de longo prazo e nunca de curto prazo. Quer ganhar muito? Tem de ter muito para investir. Senão em vez de milhares por dia, irá ganhar cêntimos e, acredite. É para duros e não para desistentes.

É como já lhe disse, se quer dinheiro rápido, experimente a raspadinha, o placard ou mesmo o Euromilhões, quem sabe. Mas também presumo que ja tenha ouvido aquela estória que diz que é mais provável sermos atingidos por um raio (num dia de Sol), do que ganhar o Euromilhões. Mas pronto, cada um com a sua sorte.

Da minha parte, sorte, infelizmente é coisa que não tenho com muita frequência, portanto confesso que, raramente (ou quase nunca) jogo no Euromilhões. O mesmo para raspadinhas ou placards, betclics e afins.

Portanto a nível de psicologia, o que precisa de saber antes de começar a investir

Não alimentar expetativas de rendimentos no curto prazo.

Pense nos seus ganhos e perdas em termos de percentagem face ao capital investido por trade. Se investe 50 euros, não pode esperar ganhar 10.000, mas sim, num bom movimento, talvez 10 a 20 euros, ou quem sabe até dobrar o investimento.

Estamos a falar em lucros na ordem dos 20 a 30% numa posição. Ou seja, se tivesse aberto uma posição de 50.000 euros, aí talvez fosse então buscar os tais 10 ou até 20.000 euros, que representam o quê? Precisamente, 10 a 20% do valor inicial investido (50.000) e não de apenas 50 €. O valor a ganhar é então proporcional ao valor investido. Investimos mais, ganhamos mais. Investimos menos, ganhamos menos, mas sempre proporcional em termos de percentagem. Portanto oriente-se sempre por percentagem e não pelo Lamborghini que o outro Trader tem e que você (ainda) não tem.

E mais uma vez, uma posição aberta a render dinheiro geralmente fica aberta durante muito tempo. Pode chegar a ter de ficar aberta durante um mês inteiro, portanto esqueça a ideia de Day Trading. Isso não existe.

E sobretudo não se esqueça dos meus conselhos nos artigos anteriores pela mão do mestre Bruce (Be water my friend. Be water).

Grato por estar aí.

L. R. Neves.

 

 

 

 

Começar a Investir Hoje, com Apenas 20 €. É Possível?

Um dos principais motivos que leva as pessoas a não querer investir, é a ideia de que é preciso uma quantia enorme de dinheiro.

A minha resposta a isso vai ser curta, clara e concisa. Sim. É possível começar a Investir com 20 €. Vamos ficar ricos com 20 €? Não. Pelo menos, não agora.

O conceito de investir, é irmão do conceito de juntar dinheiro. Adicione-lhe o risco, e tem a hipótese de juntar dinheiro, enquanto o faz crescer.

Imagine que vive do seu trabalho e que a quantia que pode colocar de parte é precisamente 20 euros. Agora imagine que não investe esse dinheiro. Apenas o tem junto. Se o fizer todos os fins de mês durante um ano, serão 20 euros x os 12 meses que um ano tem. São assim 240 euros, certo?

Pois. O problema é que existe uma coisa chamada inflação. Mas não a inflação que o governo lhe “vende” na altura de apresentar um orçamento de estado. Falo de uma outra inflação. A inflação real, que se verifica no dia a dia, com o aumento constante e indiscriminado dos preços por parte dos empresários.

Para que conste, caso ainda não tenha percebido, a inflação é isso mesmo, traduzido por miúdos. O aumento consequente de preços que provoca então uma desvalorização do dinheiro. Ou seja, aquilo que compra hoje com 240 €, provavelmente já não conseguirá comprar daqui a um ano.

Posto isto, o valor dos seus 240 €, se os deixar lá parados sem os investir irão constantemente desvalorizar e você vai perdendo poder de compra, mesmo que mantenha lá o dinheiro.

É por isso importante que o comece a investir. E que comece a investir hoje. E quando digo investir, não precisa de ser nos mercados financeiros, mas em qualquer outra área onde possa pelo menos, duplicar esse dinheiro em tempo útil de escapar à inflação.

E uma coisa em que vai reparar logo que começar a juntar dinheiro e a investir, é que ao fim do mês, terá sempre dinheiro. Ao contrário daqueles dias próximos ao final do mês em que chegava aí o dia 20 ou 25 e já nem dinheiro para café havia. Depois de ter dinheiro junto e a investir, esse problema raramente irá existir.

Só por isso você vai notar logo mudanças na sua vida. Porquê? Porque já fez você mesmo uma mudança grande nos seus hábitos de gastos desmedidos. Você terá criado agora um hábito dos mais saudáveis e essenciais que há. O hábito de juntar dinheiro e investí-lo. Fazê-lo crescer, para que não seja comido pela inflação quando o preço da carne voltar a aumentar 25%.

Mas a resposta à pergunta essencial deste artigo, é possível começar a investir hoje, nos mercados financeiros? E a resposta é um redondo sim. Sim. Pode. Nos artigos seguintes irei explicar como o pode fazer, mas terei de criar uns artigos primeiro onde vou falar das coisas que precisa de saber antes de começar a investir.

Grato por estar aí.

L. R. Neves

Investir ou Fazer Trading - Qual o Mais Lucrativo?

Investir ou Fazer Trading – Qual o Mais Lucrativo?

Não poderia começar esta secção de blog sem explicar logo à partida aquilo que entendo sobre a diferença entre ser trader e ser investidor.

Em outros sites e blogs, certamente o leitor encontrará várias classificações de tipos de trader e tipos de investidor, mas aqui não vou entrar muito em detalhe nisso. Não é esse o objetivo deste artigo, nem deste site.

Aqui, como referi no primeiro artigo, pretendo ser genuíno na abordagem, e não me importar minimamente com SEO (aquilo que o google quer para me dar a primeira página), nem nada do género. Escreverei como me apetecer e não como um programa de computador me manda escrever (é por isso que a maioria dos artigos nos outros sites, parecem todos iguais). Voltando ao assunto.

Para começar, um Investidor é também ele, um Trader, ponto final parágrafo.

O Trading de Mercados Financeiros é uma Atividade. É a atividade de comprar e vender ativos nos Mercados Financeiros.

Um Trader é, também ele, um Investidor da mesma forma que um Investidor é também um Trader. Portanto, para quê tanto jargão? Somos Traders/Investidores. Passou a mensagem?

Claro que, depois com isto, vieram as tais classificações como: Trader/Investidor Conservador, Moderado ou Agressivo; Fundamentalista, Tecnicista, Discrecionário, Mecânico. A lista é infindável. E desculpe, mas não vou perder tempo sequer a classificar day trader, nem swing trader, nem position trader. Acho simplesmente absurdo. Como dizia o Mestre Bruce “Sê água meu amigo. Sê água”. Não vou mesmo perder tempo com essa parvoíce, desculpe. Pode sempre pesquisar estes termos no Google. Com certeza encontrará milhares de resultados a explicarem-lhe exatamente o que é. Eu cá, quero meter o leitor a ganhar dinheiro, salvo seja.

É tudo uma questão de termos. Ok, eu vou explicar alguns.

Diferença entre Fundamentalista e Tecnicista, baseia-se no tipo de análise que fazemos aos ativos. O fundamentalista utiliza informações sobre as empresas/ativos para tomar as suas decisões de comprar ou vender esses mesmos ativos.

O Tecnicista toma as suas decisões baseado essencialmente em análise de preços através de gráficos em tempo real, também conhecida como Análise Técnica.

Os termos Conservador, Moderado e Agressivo servem para classificar o perfil de risco de um trader/investidor. Conservador, como o nome indica, classifica um indivíduo com menos predisposição ao risco; Agressivo, classifica o Trader com maior predisposição ao risco, e Moderado há de ser o meio-termo.

Por sua vez, para percebermos como estes termos são ambíguos, se pedirmos a um entendido para definir até onde um Agressivo ou Moderado ou Conservador são exatamente capazes de se expor ao risco, muito provavelmente obterá uma resposta diferente de cada um deles. Portanto “bullshit”. Todos somos Agressivos quando acreditamos e todos nos tornamos Conservadores quando já apanhámos uns sustos valentes.

Por fim, a diferença entre discrecionário e mecânico. Mecânico é alguém que tem uma espécie de estratégia fixa para abordar o mercado, como um indicador que, quando dispara um sinal, o trader entra no mercado, quando dispara outro sinal, o trader sai do merdado. Já o discrecionário faz uma análise extensiva do preço do ativo e dos pontos onde o preço tende a “parar” para fazer entradas e saídas de acordo, não tendo uma “estratégia”, mas sim uma forma de abordar que se molda a cada situação de mercado. Diz-se que os discrecionários são os melhores. Sinceramente, gostava de lhe poder dizer. Infelizmente informo-o já de que sou trader mecânico, e estou muito contente com as minhas performances no mercado. Portanto, mais uma vez “bullsh*t”. Quem lhe quer vender “discrecionário” para lhe poder “espetar” com um curso de 2000 euros, vai-lhe sempre dizer que os discrecionários são os melhores e que, “não é possível ganhar dinheiro com indicadores”. É como lhe digo. Bullsh*t.

Esses fulanos que vendem os cursos, desafio-os todos para um challenge mensal a começar com uma banca igual. Eles com as suas análises “discrecionárias” e eu com meus “indicadores” e estratégia mecânica e vamos ver quem ganha. Ah, pois, eu esqueci-me que eles ganham dinheiro é com os cursos. Mas pronto, passando.

Este texto já vai um bocado longo, mas apenas me resta dizer que, tanto o Trader como Investidor, são traços de quem trabalha nos mercados financeiros a comprar e vender ativos. Ambos têm lucros, que variam conforme a qualidade, a estratégia, a tomada de decisões, a disciplina mental, sem haver exatamente um ranking de quem ganha mais ou menos.

Em verdade lhe digo que, há alturas em que o mercado dá dinheiro a toda a gente, até a uma pessoa que não percebe nada daquilo e mandou para lá o dinheiro para “experimentar”. Por sua vez, há alturas em que o mercado não dá dinheiro a ninguém. E quando digo a ninguém, digo mesmo a ninguém. Seja a quem está a comprar, seja até a quem está a “entrar ao contrário” a vender. Venha lá alguém desmentir que às vezes pode chegar a estar entre 1 a 3 meses sem ganhar dinheiro. Isso mesmo. 1 a 3 meses sem ganhar (e às vezes até a perder) dinheiro. Pois. (Talvez seja por isso que eles até prefiram vender cursos. Dá mais dinheiro, e mais rápido. 😉

Pois é, ninguém disse que era fácil. É preciso muita psicologia, muito espírito de longo prazo. É preciso pensarmos como um verdadeiro empreendedor se queremos ganhar dinheiro nos mercados financeiros.

É como, por exemplo abrir uma loja e estar os primeiros meses a pagar dívidas sem ver um tostão de lucro. O Trading é um negócio, simplesmente isso. Ponto final. Se lhe vendem a ideia que é um negócio mais arriscado que os outros, posso então dizer-lhe, mais difícil de dominar todos os aspetos sim, agora mais ou menos arriscado, não considero isso.

Isto é simplesmente como, meter o dinheiro a render no banco. Por algum motivo os bancos lhe dizem que tem de manter o dinheiro na conta durante um ano para poder usufruir dos tais juros. Pois. 1 a 3 meses em que o mercado não dá dinheiro a ninguém. É esse conceito. Venham lá desmentir nos comentários, que eu vou adorar.

Portanto, se quer viver de trading ou investimentos, como eu quero*, então prepare-se para trabalhar com “vencimento” anual e não mensal ou semanal, como a maioria das promessas de lucro fácil da internet.

*(ao iniciar este blog ainda não estou a viver de investimentos, atenção),

Prepare-se para muita dor de cabeça, se é novo nestas coisas do trading e dos mercados. Mas também prepare-se para um dia ter uma surpresa muito agradável e mudar a sua vida de uma vez por todas.

Que tipo de Trader escolher? Pois. Eles querem mesmo é que você perca tempo a ter de fazer essa pergunta a si próprio. Então digo-lhe isto, vai dar por si a ler tudo o que são notícias sobre os ativos onde investe (fundamentalista), vai dar por si a olhar para os gráficos e adicionar uns indicadores e a testar estratégias (tecnicista, mecânico, discrecionário), e vai dar por si com uma posição aberta que vai fechar em horas porque aquilo começou a correr muito mal (day trader) e vai dar por si com uma posição aberta durante a semana toda porque aquilo começou a correr bem (swing trader) e na semana a seguir vai acabar por ainda não fechar a posição, e na semana seguinte, e na outra. E vai ter a posição aberta meses (position trader). “Seja água meu amigo. Seja água”.

Grato por estar aí.

L. R. Neves.

O Conceito deste Site - Prepare-se para o Não-Convencional

O Conceito Deste Site – Prepare-Se Para O Não-Convencional

Bem vindo caro leitor. Este é o meu site pessoal. O meu nome é Luís Rodrigues Neves, daí a abreviação para L. R. Neves. Acho que é mais fácil como site, e pessoalmente, agrada-me. Acho que terá mais impacto para si, leitor. Parece um nome artístico daqueles escritores famosos que começam por iniciais, como J. K. Rowling (risos). Avançando.

Neste espaço pretendo partilhar consigo as minhas experiências mais marcantes a nível do Desenvolvimento Pessoal e do Trading e Investimentos nos Mercados Financeiros.

Não quero que siga nenhuma das minhas dicas à letra, nem à risca. Faça como achar confortável para si. Aprenda por sua conta e risco, caindo e levantando-se, tal como aconteceu comigo.

Aqui pretendo mostrar-lhe alguns caminhos diferentes do que tem visto na maioria dos sites educativos, quer sejam eles no âmbito do desenvolvimento pessoal, quer sejam eles no âmbito do trading e investimentos em mercados financeiros.

Mas como digo, apenas mostrar caminhos, abrir portas mentais. Partilhar consigo, coisas que resultaram para mim, auto-didata, que aprendi aqui e ali, mas nunca num sítio só.

As coisas mais poderosas que aprendi foi quando percebi que a maioria do que muitos desses sites “ensinam” ou mostram, ou apregoam, não funcionava no mundo real.

Muitos já nem se dão ao trabalho de escrever, essa é a verdade. Limitam-se a copiar conteúdo que vêm noutros sites, dão-lhe duas ou três alterações de pronomes, tornando os textos “seus” e toca a publicar.

Aqui o meu compromisso é ser genuíno e escrever eu mesmo as coisas com base nas conclusões que tirei sobre cursos de, por exemplo cursos de forex que cheguei a fazer, mas lá está, com base nas conclusões (minhas) e não no que eles ensinam.

Imagine um mestre de artes marciais, que aprende uma arte marcial, pratica-a, mas depois descobre que pode dobrá-la, melhorá-la, torná-la mais eficaz e, posteriormente abandona o mestre criando o seu próprio estilo, como fez por exemplo, o Bruce Lee.

Portanto, sim, prepare-se para ler sobre uma nova forma, ou uma forma diferente de abordar, quer a vida, quer os mercados financeiros. Um estilo novo, diferente. Parece-lhe bem?

Então fique por aí. Coisas boas a caminho. E grato por estar aí.

L. R. Neves